Millydielle's Blog

16 de outubro de 2011

Plano Infalível – Transforme seu paquera em namorado firme

Filed under: VIDA DE SOLTEIRA — by milly_JF @ 4:09

2008 já começou e você ainda não conseguiu realizar o desejo de ter um amor pra chamar de seu. Qual é o drama? Seus ficantes não se decidem? Faltam homens interessantes na praça? Ou precisa turbinar suas táticas de conquista? Não jogue a toalha antes de ler este plano minucioso que NOVA montou com exclusividade.

Bem-vinda ao Clube Secreto das Relações Amorosas de NOVA. Vamos abrir agora para você o plano ultraconfidencial que as mulheres que sempre estão namorando já conhecem bem. Ele vai servir como uma bússola na sua conquista de um relacionamento duradouro e gratificante. Em busca do final feliz, reunimos pesquisas, conselhos dos psicólogos, atitudes espertas das leitoras mais namoradeiras e, claro, as opiniões sinceras da outra parte interessada, os homens.

E chegamos a este dossiê, que inicia com uma auto-avaliação – afinal, é da sua abertura para um novo amor que depende o sucesso da empreitada – e vai até o momento em que você coloca a decisiva pergunta na roda: “Estamos namorando?” Depois ligue e conte como está a vida muito bem acompanhada, tá?

Tome chá de autoconfiança

O ponto de partida é uma reunião bem íntima. Vamos ter uma conversa de mulher para mulher. É o momento de fazer uma auto-avaliação e saber se está se amando o suficiente para poder ser amada ou virou a encarnação da coitadinha-que-ninguém-quer.

Para isso, pense em como vem levando a vida sem namorado. Cuida bem de si mesma física e emocionalmente? Se acha uma mulher interessante? Tem amigas? Consegue sair para se divertir ou precisa estar acompanhada de um homem, não importando se ele só serve de figuração? Faça uma lista de tudo o que tem feito por você – de cursos a amizades, de viagens a novos projetos no trabalho -, pois a premissa para encontrar um namorado (nota mil, que fique claro!) é estar feliz consigo mesma. “O desenvolvimento pessoal eleva a auto-estima”, diz a psicoterapeuta Teresa Bonumá. “A mulher que se gosta dificilmente não encontra a cara-metade.

E mais: ela se sente merecedora de um companheiro à sua altura”, completa. A publicitária Fernanda Oliveira, de 29 anos, sabe o que é isso: “Só namorava caras que eram pouco para mim, mas eu insistia e a relação não durava mais que dois meses. No fundo, me achava pouco para alguém especial me querer. Com a auto-estima no pé, me inscrevi num curso de teatro, aluguei casa na praia, comecei a fazer pilates. Até esqueci que queria tanto namorar. Aí, o João apareceu e estamos juntos há um ano”.

Fernanda tocou num ponto essencial: se você curtir a vida de solteira que leva, ficará menos vulnerável a uma armadilha perigosa, a de transformar a busca pelo namorado em idéia fixa. Não sairá desesperada à caça de qualquer espécime do sexo masculino disponível e estará cada vez mais perto de encontrar seu par. Saiba que os homens valorizam garotas autoconfiantes. “Gosto da Lu porque ela tem atitude”, declara-se Maurício Salles, de 27 anos, engenheiro. “Bota fé no próprio taco, se garante, e isso é ótimo. Não suportaria viver ao lado de uma mulher insegura, que tivesse medo de me perder.”

Lembre-se: há homem além da balada

Onde está buscando o gato dos seus sonhos? Será que é só na noite? Ok, nada a impede de conhecer o seu maravilhoso numa boate. Mas não é novidade nenhuma que boa parte dos homens põe os pés lá querendo azaração, diversão do tipo fast food. Ou porque não estão a fim de compromisso ou porque não esperam encontrar uma princesa para namorar num agito noturno. “A mulherada está atacando na balada”, comenta Márcio Santos, de 28 anos, comerciante. “Então, fico com o pé atrás nas danceterias. Não por acaso conheci as duas garotas que namorei por outros meios: uma é irmã de um amigo e a outra, amiga de uma conhecida minha.” Para neutralizar más impressões como a de Márcio, Luciana Galucci, de 24 anos, age assim: “Converso a noite inteira, mas nada de beijo na boca. Prefiro esperar que ele ligue… Deixo claro que não sou menininha de balada”. A tática parece funcionar, afinal ela namora há um ano e 11 meses e não fica sem par desde os 16.

Se você já se pegou mais de uma vez na semana dizendo “É hoje que arrumo um namorado”, iniba esse mantra. Vá ao barzinho ou à danceteria com a expectativa principal de se divertir na companhia dos amigos, e não de cruzar o príncipe encantado. Também amplie suas opções de entretenimento. Quem sabe não encontra seu Rodrigo Santoro na locadora, enquanto escolhe um DVD?

Vale ligar o radar na escola de espanhol, na praia, na academia e, por que não?, analisar com mais atenção a sua roda de amigos. Foi o que fez a produtora de moda Patrícia Leme, de 26 anos. “Queria muito namorar e os meus ficantes nas raves não me levavam a sério. Até que, seis meses atrás, dei uma chance ao meu amigo. O homem da minha vida estava mais próximo do que eu imaginava.”

Garanta o day after no primeiro encontro

Assim que conhecer seu candidato a namorado firme e combinarem algum programa só os dois, procure causar aquele efeito “olhou, gamou” de três formas sugeridas por NOVA, com base em teorias clássicas sobre a mente masculina:

. Deixe-o na vontade:
A gente sabe que você não quer um namorado com a mentalidade machista: “Moça que vai para a cama logo no primeiro encontro não é para namorar”. Sabe também que você tem todo o direito de se divertir com o corpão dele. Mesmo assim, prefira não transar na primeira noite. Olha o que diz a pesquisa “Que garota você prefere namorar?”, feita com 1297 leitores da revista Playboy: 46,15% optam pela que transa depois de alguns encontros; 31,09% pela que só topa fazer sexo depois que o namoro é oficializado; e apenas 22,76% pela que vai para a cama no primeiro encontro. Explica-se. “O raciocínio deles é: “Agiu dessa forma comigo, fará o mesmo com outros”, diz o sexólogo Marcos Ribeiro. O homem quer acreditar que é o único. Então, por garantia, dê uns beijos que façam o bonitão perder o rumo e se segure.

. Dê o seu telefone a ele:
E livre-se do martírio do “ligo ou não ligo”. Coloque na cabeça: se ele achou você o máximo e ficar com saudade, vai telefonar. Segundo Ulisses Tavares, autor de O Guia do Homem (Geração Editorial), quando um rapaz realmente gosta de uma garota, corre atrás. É isso o que diferencia os encontros sem compromisso de uma intenção de namoro. Então, segure a ansiedade por uma semana. Depois, reze – ou esqueça. Pelo jeito, o cara não está a fim.

. Seja autêntica:
Mostre que é uma mulher de verdade, com defeitos e qualidades, não uma bonequinha programada à beira da perfeição (já percebeu que muitas garotas certinhas demais vivem sozinhas?). O pulo-da-gata é curtir o primeiro encontro de uma forma descontraída, sem se preocupar apenas em impressionar. Deu um fora? Assuma, ria de si mesma. E se perceber que ele é o cara mande seu recado: diga que gostaria de reencontrá-lo. “Falo o que sinto e não tenho medo de tomar um fora”, assume Paula Finotti, de 26 anos, que já perdeu a conta de quantos namorados teve e está com o atual há dois anos e meio. “Faço o que meu coração manda.”

Seja uma zagueira cheia de malícia

Ele ligou no dia seguinte e vocês vêm se encontrando algumas vezes. Maravilha. Vale a pena agora, enquanto o gato ainda é um ficante, saber jogar na defesa de vez em quando, deixando o ataque por conta dele. Sabe por quê? Nós, mulheres modernas e práticas do século 21, tão acostumadas a nos virar sozinhas, corremos o risco de acabar atropelando nossos bem-intencionados pretendentes. Se bobearem, a gente pergunta qual o programa da noite e… também responde. Os homens ficam se sentindo marionetes na nossa mão – é o que a psicoterapeuta Teresa Bonumá tem ouvido em seu consultório. “Eles ainda querem conquistar, acreditar que estão controlando a situação”, comenta Teresa. Trocando em miúdos, faça-o perceber que é importante para você. Em um ou outro encontro, guarde seu admirável senso prático na bolsa e dê a ele a chance de também sugerir o restaurante ou o filme.

No período das ficadas, não se precipite falando de casamento, filhos e afins. “Tire o buquê de noiva da mão. Não mostre a ansiedade de querer que dê certo. Espere os sinais dele de que está sendo correspondida. Uma relação é como dançar: os dois têm que entrar no mesmo ritmo”, explica Teresa. Valquíria Resende, de 22 anos, que mora com o namorado há 11 meses e tem mais três ex-amores no currículo, seguiu essa cartilha à risca: “Não me atirava em cima dele como as outras. Minha postura tranqüila fez com que se interessasse por mim”. É inevitável imaginar o lindo de fraque esperando você no altar? Guarde a visão na sua mente, não externe. Deixe-o se sentir livre enquanto o romance engatinha. Nesse sentido, apresentá-lo aos pais é uma manobra arriscadíssima. “Quando a garota me coloca dentro da casa dela, para almoçar com a família, sem eu nem ter certeza de que quero algo mais sério, pulo fora”, avisa Marcos Morais, de 27 anos, vendedor.

Qual é a atitude esperta nessa fase? Aprofundar o papo, perguntar sobre a vida dele, contar mais da sua e descobrir pontos de vista em comum. Pesquisa feita por NOVA com 1444 homens mostra que 48% deles se sentem ligados a uma mulher quando concordam com os princípios e valores dela.

Desperte a namorada ideal que existe em você

Quando a freqüência dos encontros aumenta, pode-se dizer que vocês chegaram à fase pré-namoro. Aproveite cada programa para deixar claro, com pequenos gestos, que é uma companheira, e não uma mala. Veja como fazer isso a fim de receber a escritura definitiva da posse do coração dele:

. Aposte no seu QI:
Pesquisa de NOVA com 5 118 homens revelou as cinco características imprescindíveis em uma namorada e a inteligência ficou em primeiro lugar. Significa ter uma conversa agradável, saber argumentar, ser bem informada e, principalmente, exibir tudo isso na frente dos amigos dele. Segundo o escritor Ulisses Tavares, o homem gosta de mostrar que é desejado por uma mulher com conteúdo. Em outras palavras, seu pretê precisa ter a sensação de que ganhou na Mega Sena (enquanto a turma morre de inveja), entendeu?

. Não viva em função dele:
Ele quer uma namorada que tenha vida própria. Se cair no vacilo de anular a sua, você passará de Cinderela fascinante a gata-borralheira dependente, sem graça. O segredo do sucesso: mantenha sua rotina até segunda ordem, ou seja, quando oficializar a relação. Pense duas vezes antes de cancelar a happy hour com as amigas ou a aula de inglês só porque ele a chamou para sair. Compensa mais dizer que não vai poder e jurar que a sua quinta-feira será só dele.

. Mantenha-se light:
Não faça muitas cobranças. Nada de dar uma bronca no pobre porque ele combinou de ligar às 10 da manhã mas só telefonou à tarde. Procure entender o motivo. Ele podia estar numa reunião de emergência no trabalho… Respeite-o. Muitas vezes a nossa ansiedade para fazer a relação decolar nos deixa com tolerância zero. Pegue mais leve. Segundo o psicoterapeuta Luis Cuschnir, o homem quer uma mulher que não pese, que não reclame sempre.

. Seja sexy:
Cuschnir também ensina que, para os espécimes masculinos, não existe relacionamento amoroso sem tesão. Então, não descuide da sensualidade: vista-se linda para ele, prepare uma surpresa entre os lençóis, converse sobre sexo se surgir o assunto… Seja natural, sem cair na vulgaridade.

. Mostre que sabe o que quer:
Se deseja transformar um pré-namoro em relacionamento firme, invista num homem só. Ter dois ou três ao mesmo tempo é um mecanismo de defesa para não ficar sozinha, mas passa a mensagem de que você está indecisa. E seu novo amor terá medo de ser rejeitado.

. Pergunte o final da história a ele:
Se já estão saindo há alguns meses e você sente que só falta ele confirmar com todas as letras que estão namorando, tem passe livre para tocar no assunto. É seu direito. O momento ideal? Não dá para estipular, cada uma de nós sabe o seu limite. “Meu namorado, com quem estou há quase dois anos, é do signo de Câncer e isso significa que não suporta mulher pegajosa”, conta Lauren Oliveira, de 19 anos. “Minha estratégia infalível? Deixei-o livre. Apenas depois de muitas ficadas perguntei o que achava de namorarmos. Ele topou.”

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: