Millydielle's Blog

15 de novembro de 2011

Frases subentendidas são perigosas para o relacionamento

Filed under: Coisas de Casal — by milly_JF @ 23:03

No relacionamento as famosas indiretas pode somente podemos solucionar pendências quando comunicamos o que pensamos e o que sentimos dentro da relação
A intimidade tem dois lados: ao mesmo tempo em que os parceiros se sentem livres para dizer tudo o que pensam, há momentos em que algumas coisas não são ditas, por um achar que o outro já sabe, já absorveu a mensagem. Essas questões subentendidas ou mal ditas podem desgastar uma vida a dois, deixando-a mais perto do fim.

Para que um relacionamento seja recompensador, a comunicação é fundamental – seja ela verbal ou não verbal. “Pesquisas apontam que os casais encontram mais dificuldades quanto mais déficits apresentam no quesito comunicação e resolução de problemas”, afirma o psicólogo Paulo Sergio Estevão.

Segundo o especialista, somente podemos solucionar pendências quando comunicamos o que pensamos e o que sentimos dentro da relação. “Cabe aqui ressaltar que nem sempre o outro é capaz de entender ‘indiretas’ e que a culpa do não atendimento a uma exigência é daquele que não foi capaz de agir de maneira assertiva. Talvez então, quem fique mais magoado não seja sempre o homem ou a mulher, e sim, aquele que não teve condições de emitir comportamentos adequados com as situações”.

Segundo a psicóloga Andreia Calçada, as frases subentendidas, quando usadas de maneira consciente, até aquecem, apimentam a relação. Já Dr. Paulo Sergio pensa diferente. Ele acredita que as indiretas e sinalizações passam a fazer parte da vida de um casal somente quando já não há mais espaço para uma das partes (ou até para ambas), manterem um diálogo franco e aberto. “Sem essa disposição, não haverá interesse para todo o resto que envolve a relação”, afirma.

Com o fim da força do diálogo, alguns gestos típicos de casais também são esquecidos. “Alem do beijo, podemos citar o carinho simples e o andar de mãos dadas”, comenta Dra. Andreia. Dr. Estevão pondera: “É importante ressaltar que uma relação a dois não deixa de existir somente quando beijos e relações sexuais param de acontecer – ao menos não num primeiro momento. O desgaste acontece de forma lenta, quando não existe mais uma disposição para a ação, para inovar, admirar e sentir-se admirado, quando passa a existir no lugar disso desilusão, insegurança e desconfiança.”

Dr. Paulo lembra também que, nessa hora, as ironias e frases subentendidas com sentidos negativos e pejorativos passam a fazer parte da relação quase o tempo todo. E as palavras “eu te amo”, que significam “você reforça meus comportamentos” perdem o sentido. “Essa expressão é um comportamento verbal reforçador na relação e a partir do momento em que não há este reforço, os casais acabam entrando no que é chamado ‘processo de extinção’”.

O psicólogo finaliza explicando que as relações humanas se estabelecem por meio de trocas e de compartilhamento. “O aprendizado acontece aí. Estar em uma relação significa aprender, se desenvolver, tornar-se uma pessoa melhor e mais consciente de si mesma e de seus comportamentos. Toda essa dinâmica fica enriquecida quando expressamos o que pensamos e sentimos, pois é somente assim que se dá ao outro a possibilidade de também crescer e mudar”.

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: